Município promoveu encontro anual com a Diáspora

Encontro visou unir a comunidade e dar a conhecer diferentes realidades do concelho, reforçar o orgulho e incentivar o investimento em Arcos de Valdevez

A Câmara Municipal levou a cabo, pela quarta vez consecutiva, o Encontro com a Diáspora.
Foram dezenas os arcuenses que são dirigentes associativos em países de acolhimento que disseram sim ao convite, tendo estado presentes emigrantes vindos de países, como França, Canadá, Bélgica, Suíça, Estados Unidos da América, Andorra, Luxemburgo, Alemanha, Venezuela e Brasil.
O ponto de encontro foi o Paço de Giela, onde o Autarca Arcuense, João Esteves, fez uma breve resenha das potencialidades do concelho ao nível da saúde, educação, ação social, turismo, cultura, e dos incentivos concedidos pela Autarquia no sentido de captar mais investimentos em termos empresariais e ao nível da reabilitação urbana.
Para a Autarquia é deveras importante que as relações com a comunidade se estreitem, sendo esta uma forma muito mais rápida de dar a conhecer o concelho no exterior, permitindo intensificar as relações culturais, económicas e turísticas e atrair investimento.
O encontro culminou com uma visita a Sistelo, dando a conhecer os projetos previstos para esta zona do concelho, que é Paisagem Cultural e Monumento Nacional, bem como umas das 7 Maravilhas de Portugal, na categoria de Aldeias.
A comunidade emigrante reveste-se de grande importância para o Município por ser um elemento fulcral na promoção da cultura, no reforço da identidade local e um meio excelente de divulgação do concelho e das suas potencialidades. Uma importância que “está bem patente na participação da Câmara Municipal, de várias empresas e produtores locais, nas muitas iniciativas promovidas pelas comunidades de emigrantes”, atestou o Presidente da Câmara Municipal.